O corpo carotídeo (CB) é um pequeno órgão localizado na bifurcação das artérias carótidas com funções de sensor de oxigénio no sangue, tendo sido recentemente implicado na génese da resistência à insulina e hipertensão arterial induzidas por dietas ricas em calorias. Neste artigo, publicado na revista Diabetologia, uma equipa constituída por investigadores do IPLeiria e do CEDOC-FCM/NOVA demonstrou que a ablação do nervo do seio carotídeo, que transmite a informação dos CB para o sistema nervoso central, normaliza a sensibilidade à insulina, o perfil lipídico, a pressão arterial e o peso em animais de laboratório com síndrome metabólico. Este efeito é mediado por estimulação da captação de glicose pelo fígado e pelo tecido adiposo visceral e indigita o CB como novo alvo terapêutico nas doenças metabólicas.