Leiria inclui braille e linguagem pictográfica nos folhetos culturais

No âmbito do projeto “Leiria de Todos + Acessível”, os folhetos culturais de alguns locais da cidade estão disponíveis para pessoas cegas e com incapacidades intelectuais.

O Politécnico de Leiria (IPLeiria) disponibilizou suportes informativos, com caraterísticas inclusivas, de diversos espaços emblemáticos da cidade, numa iniciativa pioneira no país. Os folhetos do Castelo de Leiria, do Moinho de Papel, do m|i|mo – Museu da Imagem em Movimento, do Centro de Interpretação do Abrigo do Lagar Velho, e do Agromuseu Dona Julinha, incluem braille e linguagem pictográfica.

A iniciativa contou com a colaboração da Câmara Municipal de Leiria e surge de um trabalho conjunto de diversas plataformas do IPLeiria: estudantes do mestrado em Comunicação Acessível, Centro de Investigação em Inclusão e Acessibilidade em Ação (iACT) e Centro de Recursos para a Inclusão Digital (CRID).

O projeto tem como principal objetivo contribuir para uma acessibilidade plena de todos os cidadãos, colocando assim a cidade de Leiria na vanguarda da inclusão, abordando a comunicação acessível através de vários olhares e em vários contextos, para que se atinja uma perspetiva holística do fenómeno.

 

 

Mais informações

 

Junho de 2016