Mestrado em Educação Especial – Domínio Cognitivo – Motor

Vagas abertas 2016/2017

Objetivos

  • Desenvolver conhecimentos e capacidades para diagnosticar situações de Necessidades Educativas Especiais
  • Desenvolver conhecimentos e capacidades para avaliar necessidades educativas especiais
  • Fornecer instrumentos para intervir pedagogicamente em situações de necessidades educativas especiais
  • Desenvolver capacidades para Identificar dificuldades de inclusão, definir estratégias de intervenção e sua avaliação
  • Desenvolver a capacidade de investigação no campo das necessidades educativas especiais
  • Desenvolver capacidades de trabalho colaborativo na abordagem de problemas curriculares em contextos diversificados
  • Desenvolver conhecimentos na área das tecnologias de apoio

Plano curricular

CodeCurricular Unit Period ECTS Workload
2077103Metodologia de Investigação em EducaçãoS17.51º Ano
2077104Pedagogia DiferenciadaS17.51º Ano
2077102Problemas de AprendizagemS17.51º Ano
2077101Problemas IntelectuaisS17.51º Ano
2077105Métodos e Técnicas de Intervenção em Comunicação e MotricidadeS291º Ano
2077107Métodos e Técnicas de Intervenção em Expressões ArtísticasS271º Ano
2077106Métodos e Técnicas de Intervenção em Matemática e Ciências da NaturezaS271º Ano
2077108Tecnologias de ApoioS271º Ano
CodeCurricular Unit Period ECTS Workload
2077109Projeto IS1151º Ano
2077110SeminárioS1151º Ano
2077111Projeto IIS2301º Ano

Condições de acesso

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre em Educação Especial – Domínio Cognitivo-Motor:

  1. Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico e Secundário, profissionalizados e titulares do grau de licenciatura, e outros titulares do grau de licenciatura em áreas afins ou com atividade profissional relevante face aos objectivos do curso
  2. Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo, nas áreas referidas na alínea a)
  3. Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos, desde que nas áreas referidas na alínea a)
  4. Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos. (alínea d) do n.º 1 do artigo 17º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, com as alterações introduzidas pelos normativos subsequentes)

 

Estudante internacional
Todas as informações relacionadas com a candidatura do Estudante Internacional ao IPLeiria devem ser consultadas na  página de Candidaturas de Estudantes Internacionais.

Nota: Esta informação não dispensa a consulta do edital constante nesta página