Plano Estratégico

O planeamento estratégico é, hoje, um instrumento de gestão fundamental que confere direção e coesão à atividade desenvolvida pelas instituições, caracteriza de forma global o seu contexto e fornece indicações claras acerca das ações que deve desenvolver para alcançar os seus fins. Materializa-se no plano estratégico, ferramenta orientadora da atividade de uma instituição, onde são apontados os caminhos que devem ser percorridos para alcançar as metas e os objetivos estratégicos. Enquanto alavanca impulsionadora da atividade institucional, ele direciona o esforço de todos os seus colaboradores para um fim comum.

Um plano estratégico disponibiliza para a instituição, para os seus parceiros externos (stakeholders) e para a sociedade em geral, uma imagem clara e contextualizada do que é e do que faz, a sua missão e onde pretende chegar a sua visão.

Plano Estratégico 2020

Plano de Atividades

O Plano de Atividades é um instrumento de gestão que integra o processo de planeamento e constitui uma peça fundamental, a partir da qual se define para um determinado período de tempo (em regra, um ano) os objetivos, a estratégia e metodologia a seguir, assim como os meios e recursos a afetar com vista à prossecução dos objetivos determinados, e se especificam as ações a implementar que convergem para a concretização de metas.

O Plano de Atividades resulta de um processo participado que envolve os vários níveis de decisão internos.

Plano Anual de Atividades do IPLeiria: 2007; 2008; 2009; 2010; 20112012; 2013; 20142015; 2016; 2017

Relatório de Atividades

O Relatório de Atividades pretende registar o percurso da atividade anual do IPLeiria face ao que tinha sido estabelecido no Plano de Atividades, referindo a execução dos objetivos, o grau de realização dos programas e ações propostas, assim como o nível de recursos utilizados.

Relatório Anual de Atividades IPLeiria: 2006; 2007; 2009; 2010; 2011; 2012; 2013; 2014; 2015

Contas Consolidadas

Estes documentos apresentam as atividades realizadas pelo grupo IPLeiria. Constituído pelas unidades orgânicas que o compõem e por entidades independentes, o objetivo é proporcionar uma visão clara e objectiva da gestão das diferentes atividades, património, situação económica e resultados do exercício.

Relatório de Atividades e Gestão Consolidado: 2006; 2007; 2008; 2009; 2010; 2011; 2012; 2013; 2014; 2015

Manual de Controlo Interno

O documento integra princípios e procedimentos de controlo interno a adotar no Instituto Politécnico de Leiria, organizados sob a forma de Manual de Controlo Interno, com o objetivo de apoiar a gestão dos recursos públicos de acordo com o estabelecido na legislação e regulamentação vigente.

Manual de Controlo Interno

Quadro de Avaliação e Responsabilização

De acordo com a Lei n.º 66-B/2007, de 28 de dezembro, o sistema integrado de gestão e avaliação do desempenho na Administração Pública (SIADAP) integra, entre outros, o subsistema de Avaliação do Desempenho dos Serviços da Administração Pública (SIADAP 1).

A avaliação do desempenho de cada serviço assenta num Quadro de Avaliação e Responsabilização (QUAR) onde se evidenciam os objectivos, indicadores de desempenho e a avaliação final do desempenho do serviço. 

Quadro de Avaliação e Responsabilização: 2008; 2009; 2010; 2011; 2012; 2016

Plano de Gestão de Riscos

O Plano de Gestão de Riscos (PGR 2014-2015) do Instituto Politécnico de Leiria e dos seus Serviços de Ação Social pretende reforçar o prestígio e a estabilidade nas práticas de gestão da comunidade académica do IPLeiria, as quais privilegiam a transparência e a participação individual e colegial. O presente PGR mantém o rigor no propósito de observar as competências dos agentes públicos no que respeita à prevenção de riscos de corrupção e infrações conexas, associando os diversos riscos a medidas gerais e específicas, em linha com a legislação e as orientações e recomendações do CPC e da ONU, OCDE e GRECO do Conselho da Europa. A gestão de riscos é um trabalho contínuo, quer na identificação dos riscos, quer na adoção de medidas de prevenção e o PGR é entendido como um elemento chave na transparência dos processos e no apoio à política interna de gestão participada de riscos. O profissionalismo e dedicação dos colaboradores do IPLeiria são garantia do sucesso na execução do PGR, o qual constitui uma responsabilidade coletiva enquanto agentes ao serviço do interesse público.

Plano de Gestão de Riscos IPLeiria e SAS: PGR 2010; PGR 2011; PGR 2012; PGR 2013; PGR 2014/2015PGR 2016/2017

  • Apresentação PowerPoint do Plano de Gestão de Riscos 2014/2015 (.ppt)
  • Formulário – Declaração de Compromisso (.pdf)

Relatórios de execução do Plano de Gestão de Riscos:
2010: 1.º trimestre; 2.º trimestre; 3.º trimestre; 4.º trimestre; relatório final
2011: 1.º quadrimestre; 2.º quadrimestre; 3.º quadrimestre; relatório final
2012: Relatório final
2013: Relatório final
2014: Relatório final

2015: Relatório final

 

 

Empregabilidade

Com base nos relatórios intitulados “A Procura de Emprego dos Diplomados com Habilitação Superior”, elaborados pela Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) do Ministério de Educação e Ciência (MEC), anteriormente designada por Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI), o Instituto Politécnico de Leiria elabora relatórios de análise da taxa de empregabilidade dos seus cursos, com informação desagregada pelas cinco Escolas Superiores que o compõem, estabelecendo uma comparação com as Escolas e os cursos congéneres de outras instituições de ensino superior público.

Este tipo de relatórios elaborados pela DGEEC, de divulgação semestral, são baseados nos registos de inscritos nos centros de emprego (à procura do primeiro emprego ou de um novo emprego) em junho e em dezembro de cada ano. Com a realização destes relatórios, a DGEEC dá assim cumprimento à publicação regular de estatísticas sobre a procura de emprego dos diplomados com habilitação superior (graus de Bacharel, Licenciado, Mestre e Doutor).

Os dados estatísticos apresentados nos relatórios da DGEEC têm por base duas fontes principais:

  • Inscritos nos centros de emprego: Instituto do Emprego e Formação Profissional, I. P. (IEFP/MSST) que, através do Sistema de Gestão e Informação da Área de Emprego (SIGAE), regista as inscrições dos candidatos a emprego;
  • Diplomados: Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC/MEC), responsável pela recolha de informação fornecida anualmente pelas instituições de ensino superior.

 

Caracterização dos desempregados registados com habilitação superior:


Declarações

Lei n.º 8/2012, de 21 de fevereiro:

2016

2015