Resultados do período de reclamações

No seguimento da 1.ª fase do processo de candidaturas aos TeSP promovidos pelo Politécnico de Leiria, e do período de reclamações que se seguiu, vimos por este meio apresentar os resultados das reclamações.

 

Número de Candidatura Nome do Candidato Fundamento da Reclamação Decisão Fundamento da Decisão Resultado Final de Colocação
30794 Afonso Santos Costa Jerónimo A candidatura apresentada foi apreciada sem ter em conta um documento referente à equivalência escolar do estudante com média final que permitiria a atribuição de uma pontuação superior e respetiva colocação. Com provimento Após reapreciação da candidatura é atribuída ao candidato a pontuação de 145 pontos no âmbito da seriação. A pontuação obtida permite ao estudante a colocação no curso selecionado no âmbito da primeira opção, o TeSP em Desenvolvimento Web e Multimédia. COLOCADO no TeSP em Desenvolvimento Web e Multimédia
31001 Ângela Hipólito Fernandes A candidatura apresentada foi apreciada de forma incorreta, devendo ter sido tida em consideração a média final da candidata. Com provimento A média foi tida em conta no âmbito da seriação. Contudo, dado que concorre a dois cursos de áreas diferentes, não foi tido em consideração o facto de a estudante obter pontuações diferentes nos cursos a que concorreu. Apesar de a pontuação obtida não permitir a colocação na primeira opção, permite que a estudante seja colocada na segunda opção, o TeSP em Análises Laboratoriais. COLOCADO no TeSP em Análises Laboratoriais
31318 Carina Filipa Silva Figueiredo A candidatura apresentada foi apreciada sem ter em conta que o curso de ensino secundário que a estudante concluiu pertence à mesma área de educação e formação (CNAEF) do curso a que a estudante se candidata. Com provimento O curso concluído pela estudante, o Curso Profissional – Técnico de Análise Laboratorial enquandra-se, de acordo com o Catálogo Nacional de Qualificações, na área 524 – Tecnologia dos Processos Químicos, ao passo que o TeSP a que a candidata concorre, Gerontologia, se enquadra de acordo com o respetivo registo, na área  762 – Trabalho Social e Orientação. Conclui-se pois que se tratam de áreas diferentes, tendo a apreciação da candidatura sido feito de forma correta, não havendo lugar à alteração da decisão do júri relativamente à primeira opção. Verifica-se contudo um erro pelo facto de a segunda opção da candidata não ter sido considerada na apreciação. Dado que a pontuação obtida permite a colocação nessa opção, a candidata passa a colocada na segunda opção, o TeSP em Análises Laboratoriais. COLOCADO no TeSP em Análises Laboratoriais
31411 Daniel Bonifácio Martins da Silva Alega que não estavam explícitas as áreas dos cursos científico-humanísticos consideradas para cada curso no critério A1, o que motivou que não concorresse enquanto titular de um curso de especialização tecnológica (CET). Com provimento Entende o júri dar provimento à reclamação entendendo que efetivamente a informação publicada não era suficientemente explícita, podendo induzir o candidato em erro no momento da escolha da opção de candidatura, dado que possuia habilitações para concorrer por mais do que um dos critérios. A pontuação obtida na reapreciação da candidatura é de 141 pontos, o que permite a colocação no curso selecionado como primeira opção, o TeSP em Ilutração e Produção Gráfica. COLOCADO no TeSP em Ilustração e Produção Gráfico
29913 Luís Guilherme Rodrigues Pousinha O candidato solicitou, no decurso do prazo de candidaturas a alteração das opções de candidatura sendo que as mesmas não foram tidas em conta. Com provimento Verificou o júri que efetivamente a alteração solicitada pelo candidato não foi refletida na base de dados utilizada no âmbito da seriação. A pontuação obtida pelo candidato é suficiente para a colocação no curso selecionado como primeira opção, o TeSP em Apoio à Gestão (Torres Vedras). COLOCADO no TeSP em Apoio à Gestão (Torres Vedras)
32223 Mariana Santos Coelho A candidata afirma ter na sua posse um certificado de conclusão do ensino secundário com média final, que remete anexo à reclamação, que não foi apresentado no decurso do processo de candidaturas. Sem provimento No âmbito do processo de seriação apenas pode ser tida em conta a documentação efetivamente enviada pelos candidatos. O documento enviado neste período não continha média final, tendo por isso sido atribuída uma pontuação pré-definida de 130 pontos. No âmbito das reclamações não é possível, conforme previamente divulgado, a apresentação de documentação adicional à candidatura, pelo que o novo documento apresentado com média final não pode ser considerado. Deste modo, decide o júri manter a pontuação atribuída e o verdito de NÃO COLOCADO NÃO COLOCADO
31125 Miguel Vieira Lopes O candidato solicitou, no decurso do prazo de candidaturas a alteração das opções de candidatura sendo que as mesmas não foram tidas em conta. Com provimento Verificou o júri que efetivamente a alteração solicitada pelo candidato não foi refletida na base de dados utilizada no âmbito da seriação. A pontuação obtida pelo candidato é suficiente para a colocação no curso selecionado como primeira opção, o TeSP em Veículos Elétricos e Híbridos. COLOCADO no TeSP em Veículos Elétricos e Híbridos
29886 Ricardo Jorge Pereira Estrela O candidato solicita a reapreciação da pontuação atribuída. Sem provimento O júri efetuou a reapreciação da candidatura de acordo com os critérios de seriação, verificando que a pontuação foi corretamente atribuída. Neste sentido, decide o júri manter o veredito de NÃO COLOCADO. NÃO COLOCADO

 

No seguimento da 2.ª fase do processo de candidaturas aos TeSP promovidos pelo Politécnico de Leiria, e do período de reclamações que se seguiu, vimos por este meio apresentar os resultados das reclamações.

Número de Candidatura Nome do Candidato Fundamento da Reclamação Decisão Fundamento da Decisão Resultado Final de Colocação
33255 Ana Carolina Nunes Martins A candidata alega que a candidatura deveria ter apreciada ao abrigo do critério A1 e não pelo critério A2 conforme deliberado pelo júri de candidaturas e que não foi abrangida pela prioridade a 50% das vagas atribuída aos estudantes oriundos das Escolas da Rede Regional do IPleiria. Sem provimento A estudante concluiu o ensino secundário no curso científico Tecnológico de educação social com a média de 14 valores, tendo concorrido aos TeSP em Intervenção em Espaços Educativos (1.ª e 2.ª op.). Para estes cursos e de acordo com a deliberação dos órgãos competentes, apenas são admitidos no critério A1 os estudantes que sejam oriundos de um curso profissional da mesma área CNAEF (761 – Serviços de Apoio a Crianças e Jovens). O curso concluído pela estudante enquandra-se na área 762 – Trabalho Social e Orientação, pelo que não poderia beneficar desse critério. Neste sentido, a pontuação de 142 pontos encontra-se corretamente atribuída.  NÃO COLOCADO
No que concerne ao facto de não ter sido considerada a prioridade em 50& das vagas pelo facto de ser oriunada de uma Escola da Rede Regional do IPLeiria, verifica-se que é a própria candidata que, no formulário de candidatura, declara ser oriunda de uma Escola que não integra a referida rede. Ainda assim, a situação foi verificada em sede de candidatura, e a candidatura foi analisada tendo em conta essa prioridade. Contudo, a pontuação obtida e mesmo considerando a prioridade de vagas, a candidatura ficou em lugar de não colocação em virtude do número restrito de vagas. 
A finalizar informa-se que a reclamação apresentada pode reportar unicamente à 2.ª fase de candidaturas, dado que o prazo de apresentação de reclamações relativa à 1.ª fase decorreu entre 29 e 31 de agosto.
33099 André da Silva Gomes O candidato alega que a candidatura deveria ter apreciada ao abrigo do critério A1 e não pelo critério A2 conforme deliberado pelo júri de candidaturas Sem provimento O estudante concluiu o ensino secundário no curso científico humanístico de ciências socioeconómicas com a média de 13 valores, tendo concorrido aos TeSP em Redes e Sistemas Informáticos (1.ª op.) e Eletrónica e Redes de Telecomunicações (2.ª op.). Para estes cursos e de acordo com a deliberação dos órgãos competentes, apenas são admitidos no critério A1 os estudantes que sejam oriundos de um curso profissional da mesma área CNAEF ou do curso científico humanístico de ciências e tecnologias (que tenham cursado matemática A e física e química), áreas científicas essenciais aos cursos em causa. Neste sentido a apreciação efetuada à candidatura e a pontuação atribuídas pelo júri encontram-se corretas. COLOCADO no TeSP em Eletrónica e Redes de Telecomunicações

 

Os candidatos COLOCADOS no âmbito do processo de reclamações, ou que após este período tenham o estado de colocado, deverão proceder à respetiva matrícula.

Os candidatos NÃO COLOCADOS poderão reorientar a respetiva candidatura para os cursos com vagas disponíveis na 2.ª fase, sem necessidade de realizar o pagamento de novo emolumento. O sistema de candidaturas irá gerar uma referência mas a mesma deverá ser ignorada nesta fase de candidatura.

Para o efeito, deverão registar uma nova candidatura online durante o período definido para a 2.ª fase através da plataforma de candidaturas, anexando a respetiva documentação e remeter obrigatoriamente um e-mail para ctesp@ipleiria.pt, indicando o nome do candidato, o número da candidatura da 1.ª fase e o número da nova candidatura.