angola_cetemares_site_19_3_2019

Politécnico de Leiria recebe delegação angolana na Semana de Ciência Portugal-Angola

No dia 19 de março, o Centro de Investigação e Desenvolvimento, Formação e Divulgação do Conhecimento Marítimo (CETEMARES), em Peniche, recebeu a visita da comitiva angolana, que assinala a “Semana de Ciência Portugal-Angola”, e percorre o País para conhecer o que de melhor se faz em Ciência. O grupo teve oportunidade de conhecer de perto o trabalho do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (Mare-IPLeiria) e visitar os laboratórios, que diariamente procuram criar conhecimento e soluções para a sociedade no domínio dos ambientes e recursos marinhos.

A “Semana de Ciência Portugal-Angola” termina no dia 20 de março, visando o diálogo e o reforço da cooperação entre Portugal e Angola nas áreas da oceanografia e interações atlânticas, biomedicina, acreditação no ensino superior, financiamento e gestão de ciência e tecnologia. A iniciativa conta com a presença da ministra angolana do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, que se faz acompanhar de uma comitiva de investigadores e representantes de instituições de ensino superior e de centros de investigação angolanos.

O MARE é uma unidade de I&D classificada como excelente, na área das Ciências do Mar, pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. Esta unidade centra a sua investigação nas áreas da Biotecnologia Marinha, Biologia Marinha e Sustentabilidade e Recursos Alimentares Marinhos. Alguns exemplos do trabalho desenvolvido são o Bubble Net, uma rede de bolhas que permite capturar pescado; desenvolvimento de cultivo sustentável de pepino do mar; desenvolvimento de revestimentos comestíveis com extratos de origem marinha; sabonetes com algas marinhas; hamburger de pescado; o PÃO D’ALGAS; azeite enriquecido com algas; gelado de algas e kefir, entre muitos outros.

 

Álbum de fotografias