Engenharia Alimentar

Engenharia Alimentar

Tipo de curso:
Mestrado

Apresentação do curso

O Mestrado em Engenharia Alimentar resulta de uma parceria entre a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar – Peniche (ESTM) do Politécnico de Leiria e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), instituições inseridas em regiões com forte componente empresarial no setor agroalimentar.

O MEA pretende conferir conhecimentos de conceitos e metodologias de processamento, controlo da qualidade, armazenamento e distribuição alimentar avançadas. Assim o mestre terá aptidão para integrar equipas nas vertentes de gestão da qualidade alimentar e tecnologias/engenharia em projetos reais, multidisciplinares, com visão crítica e independente. Terá ainda competência para:

  • Desenvolver tecnologias inovadoras para a produção de alimentos com elevado valor nutricional, funcional e sensorial;
  • Realizar projetos de investigação aplicada e tecnológica contribuindo para o desenvolvimento das indústrias;
  • Conceber e organizar informação e processos ao nível da implementação de sistemas de gestão da qualidade e segurança alimentar;
  • Exercer consultoria e proceder a auditorias desses sistemas;
  • Conduzir um processo criativo de inovação gerando oportunidades de negócio com potencial de mercado e de valorização económica.

Coordenador do curso

Carla Sofia Ramos Tecelão

 carlatecelao@ipleiria.pt

Código

9567

Escola

Cidade

Idioma

Português

Regime

Diurno

Duração

4 semestres

Vagas

Contingente geral: 15
Contingente estudante internacional: 10

Registo DGES

Objetivos

O Mestrado em Engenharia Alimentar visa formar profissionais com capacidades científicas e técnicas que respondam às exigências da indústria alimentar, um setor de grande relevância para a economia nacional. Este ciclo de estudos pretende conferir competências avançadas a nível de controlo de processos, tornando-os mais sustentáveis e competitivos em unidades industriais, do processamento de alimentos, com integração de tecnologias inovadoras, e da conceção e implementação de sistemas de gestão da qualidade e segurança alimentar. O desenvolvimento da capacidade de inovação, do espírito crítico e do trabalho laboratorial individual e em equipa, constituem importantes valências do mestrado para a formação de profissionais altamente qualificados para o exercício de funções no setor agro-alimentar.

Plano curricular

ECTS: 120

Condições de acesso

Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre em Engenharia Alimentar:

  1. Titulares de um grau de licenciatura organizado em 180 ECTS, de acordo com os princípios do processo de Bolonha, nas áreas de ciência, tecnologia e/ou engenharia alimentares, ou em áreas afins.
  2. Titulares de uma licenciatura organizada em 5 anos letivos, anterior ao processo de Bolonha, nas áreas de ciência, tecnologia e/ou engenharia alimentares, ou em áreas afins.
  3. Titulares de um bacharelato ou 1º ciclo de uma licenciatura bietápica, anteriores ao processo de Bolonha, nas áreas de ciência, tecnologia e/ou engenharia alimentares, ou em áreas afins.
  4. Titulares de um grau académico estrangeiro que possa ser reconhecido pelo Conselho Técnico-Científico, como equivalente a qualquer dos graus referidos nos pontos anteriores.
  5. Detentores de um currículo profissional, académico e científico reconhecido pelo Conselho Técnico-Científico como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

Acreditação

Estado: Acreditado
Nº de anos de acreditação: 6
Data da publicação: 07-03-2017
Acreditação A3ES

Mais informações

Nota: Esta informação não dispensa a consulta do edital constante nesta página.

Candidatura

Depois de escolheres o curso confirma no botão como me candidato a opção que se adequa ao teu perfil.

Taxa de candidatura

60€

Taxa de matrícula

Contingente geral 0€
Contingente estudante internacional 500€

Taxa anual

Contingente geral  1140€
Contingente estudante internacional  3000€