TeSP de Processo Industrial

Vagas abertas para 2020/2021

Apresentação do curso

A região de Leiria e Oeste é um destino de forte investimento industrial e empresarial e tem albergado um vasto conjunto de indústrias. A região combina duas características principais na sua base produtiva: uma forte expressão do emprego na indústria, composta por vários clusters industriais na região, principalmente os dos setores agroalimentar, madeira/papel, plásticos/moldes,cerâmica e vidro, e um crescimento significativo da agricultura, pecuária, silvicultura e pesca (sobretudo no Oeste). 

A necessidade de aliar a qualidade à competitividade nos produtos comercializados pelas empresas da região e o aumento das exportações requerem a formação de técnicos que prestem apoio a estas empresas e indústrias. O Técnico de Processo Industrial conhece os principais processos produtivos destas indústrias e presta apoio técnico no processo e no controlo de qualidade dos produtos, permitindo a otimização das linhas de produção, a racionalização dos recursos utilizados e a redução da quantidade de resíduos gerados, contribuindo deste modo para uma indústria mais sustentável.

Objetivos

O curso Técnico Superior Profissional em Processo Industrial visa formar técnicos capazes de acompanhar, manter, monitorizar e atuar na conceção de operações em empresas e indústrias que integrem processos químicos e/ou biológicos.

Atividades Principais

  • Conceber, acompanhar e monitorizar processos industriais.
  • Programar e monitorizar operações unitárias.
  • Controlar a qualidade de matérias-primas, produtos e efluentes.
  • Processar e valorizar matérias-primas e subprodutos, produtos naturais e agrícolas.
  • Prestar informação sobre os processos químicos e biológicos, nomeadamente a nível de conceitos e princípios, quer no seio da organização, quer perante entidades externas.
  • Gerir o cumprimento de normas de proteção e segurança de pessoas, equipamentos, instalações e meio ambiente.
  • Colaborar no desenvolvimento de melhores práticas industriais.

Plano curricular

CódigoUnidade Curricular Período ECTS Horas de contacto
Comunicação e Tecnologias de InformaçãoSemestral460 h
Fundamentos de Física e QuímicaSemestral560 h
Fundamentos de MatemáticaSemestral560 h
Língua InglesaSemestral230 h
Biologia e MicrobiologiaSemestral660 h
Controlo Analítico e BioanalíticoSemestral660 h
Fluídos e CalorSemestral450 h
Fundamentos de Ciência dos MateriaisSemestral660 h
Introdução aos Processos IndustriaisSemestral430 h
Operações Unitárias na IndústriaSemestral665 h
Processos Biológicos na IndústriaSemestral665 h
Processos Químicos na IndústriaSemestral670 h
CódigoUnidade Curricular Período ECTS Horas de contacto
Integração na ProfissãoSemestral345 h
Instrumentação e Controlo IndustrialSemestral5 60 h
Projeto de Processo IndustrialSemestral775 h
Qualidade e Ambiente na IndústriaSemestral660 h
Sustentabilidade e Ecologia IndustrialSemestral330 h
Tratamento e Valorização de Resíduos e Efluentes IndustriaisSemestral660 h
EstágioSemestral30640 h

Prosseguimento de estudos

ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR
O acesso e ingresso no Ensino Superior para os titulares de um Curso Técnico Superior Profissional (TeSP) é regulado pelo Decreto-Lei n.º 113/2014. Os titulares de um TeSP podem concorrer a um ciclo de estudos de licenciatura pela via dos Concursos Especiais de Acesso ao Ensino Superior.

O ingresso estará sujeito a seriação, conforme legislação aplicável, e ao número de vagas estipulado para o curso/regime a que se candidata. As informações sobre os concursos especiais podem ser consultadas aqui.

Condições de acesso

  1. Titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente
  2. Titulares de um diploma de especialização tecnológica, de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino superior, que pretendam a sua requalificação profissional
  3. Os que tenham sido aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, realizadas, para o curso em causa, nos termos do Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de março.
Nota: Esta informação não dispensa a consulta do edital constante nesta página

BarraFinan