TeSP in Social Intervention and Comunity Development

Course presentation

The Higher Technical Course in Social Intervention and Community Development aims to train professionals who will be able to intervene in many areas of social work, contributing to community development, being empowered to act and work with diverse population in various contexts. Atividades Principais

  • Intervir socialmente com crianças;
  • Intervir socialmente com jovens;
  • Intervir socialmente com Idosos;
  • Intervir com grupos socialmente excluídos;
  • Intervir de forma intergeracional;
  • Intervir na área da educação para a saúde;
  • Intervir em contexto familiar e escolar;
  • Intervir com migrantes e minorias étnicas;
  • Intervir em grupos de risco;
  • Mediar Interculturalmente;
  • Intervir para o desenvolvimento comunitário.

Further studies

ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR O acesso e ingresso no Ensino Superior para os titulares de um Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) é regulado pelo Decreto-Lei n.º 113/2014. Os titulares de um CTeSP podem concorrer a um ciclo de estudos de licenciatura pela via dos Concursos Especiais de Acesso ao Ensino Superior. Prova de Ingresso A realização da candidatura a um ciclo de estudos de licenciatura está condicionada à aprovação numa prova de ingresso específica que visa avaliar a capacidade para a frequência do ciclo de estudos em que o estudante pretende ingressar. Os estudantes que venham a realizar as provas para acesso aos ciclo de estudos de licenciatura do Instituto Politécnico de Leiria serão objeto de acompanhamento e preparação específica no decorrer da lecionação do CTeSP. Dispensa da Prova de Ingresso Os titulares de um CTeSP podem ser dispensados da realização da prova de ingresso específica quando, nos casos devidamente regulamentados, o estudante tenha obtido aprovação em unidades de formação do plano de estudos do CTeSP cujos conteúdos programáticos sejam equivalentes aos que são avaliados na prova de ingresso para determinado ciclo de estudos. Para o CTeSP em Intervenção Social e Comunitária, podem ser dispensados da realização da prova de ingresso específica os candidatos às licenciaturas em:

  • Licenciatura em Restauração e Catering
  • Licenciatura em Gestão Turística e Hoteleira
  • Licenciatura em Tecnologia e Segurança Alimentar

Conditions of admission

  1. Titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente;
  2. Titulares de um diploma de especialização tecnológica, de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino superior, que pretendam a sua requalificação profissional;
  3. Estudantes que, tendo obtido aprovação em todas as disciplinas dos 10.º e 11.º anos de um curso de ensino secundário, ou de habilitação legalmente equivalente, e não tendo concluído o curso de ensino secundário, sejam considerados aptos através de prova de avaliação de capacidade a realizar pela instituição de ensino superior; (1)
  4. Os que tenham sido aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, realizadas, para o curso em causa, nos termos do Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de março.

 (1) Para efeitos de admissão, apenas serão consideradas válidas as candidaturas de candidatos cujas unidades curriculares (ou módulos) em atraso sejam exclusivamente do 12.º ano (ou do 3.º ano no caso das formações profissionais ou tecnológicas). No caso das unidades curriculares bianuais ou trianuais, a classificação parcial do 10.º e do 11.º ano (ou do 1.º e do 2.º ano no caso das formações profissionais ou tecnológicas) deverá ser obrigatoriamente positiva (igual ou superior a 10 valores).