Atividade Letiva
2021/2022

15 de outubro de 2021

Information for International Students can be found here.


As medidas regulamentares agora enunciadas pretendem minimizar os problemas decorrentes da situação de pandemia gerada pelo coronavírus SARS-CoV-2, causador da COVID-19, solicitando-se a compreensão e a colaboração de todos os que utilizam as instalações da ESTG para o seu cumprimento, bem como a adoção de comportamentos responsáveis, de práticas de higienização, de etiqueta respiratória e de distanciamento social, sobejamente recomendadas pelas autoridades competentes.


Sempre que haja a suspeita de um caso relacionado com COVID-19 na nossa comunidade, o Estudante/Colaborador deve contactar a linha SNS 24 (808 24 24 24) e permanecer em casa. Caso esteja no campus, deve dirigir-se a uma central de vigilância para ser encaminhado para a área de isolamento, onde poderá contactar a linha SNS 24 (808 24 24 24).


Estas medidas são válidas e devem ser aplicadas e cumpridas em todos os edifícios da ESTG


Agradecemos a colaboração de todos, bem como o sentido de responsabilidade demonstrado pela nossa comunidade, ficando à vossa disposição para qualquer esclarecimento que vos pareça necessário.

Horário de funcionamento dos edifícios da ESTG

Edifício 2.ª a 6.ª feira Sábado Domingo
 A 07h15min  às 00h30min 08h00min às 20h00min   Encerrado 
 B 08h30min às 20h00min   Encerrado  Encerrado 
 D  07h45min às 00h30min 08h00min às 18h15min    Encerrado
 E  08h00min às 00h00min  Encerrado  Encerrado



Regras de Acesso e utilização dos Espaços

Regras gerais

As regras que se seguem serão atualizadas em conformidade com a evolução da situação pandémica.

  1.  O uso de máscara é obrigatório em todos os espaços fechados do campus e, em espaço aberto, sempre que não se possa garantir a distância física de 2 metros entre pessoas;
  2.  Deve proceder à higienização das mãos à entrada e à saída dos edifícios, das salas de aula e dos laboratórios, utilizando os dispensadores de álcool gel existentes nesses espaços;
  3.  Os circuitos de entrada e saída e de circulação nos edifícios devem ser inteiramente respeitados, de forma a minimizar a concentração e o ajuntamento de pessoas. A circulação deve ser feita sempre pela direita;
  4.  A permanência nas áreas comuns dos edifícios deve ter a duração mínima indispensável para a ação pretendida. No final das aulas e nos intervalos, devem sair rápida e ordeiramente para a rua;
  5.  Ao entrar na sala de aula, devem começar por ocupar os lugares mais distantes da porta para os lugares mais próximos desta. A saída deverá ser feita por ordem inversa, ou seja, do lugar mais próximo da porta para o mais distante;
  6. O docente deve organizar o espaço letivo (sala/laboratório) no sentido de promover o maior distanciamento possível entre as pessoas presentes;
  7.  Sempre que possível, devem ser ocupados os lugares que não estejam assinalados com o autocolante vermelho com a indicação “Não usar – Don’t use” ou identificação similar;
  8. Os espaços devem ser/estar arejados, mantendo as portas e as janelas abertas, sempre que possível;
  9. É fundamental que os períodos de intervalo sejam escrupulosamente respeitados, para que os espaços possam ser devida e igualmente arejados entre aulas;
  10. Deve ser evitada a utilização dos corredores e dos átrios para comer;
  11. A utilização do elevador deve ser evitada, podendo ser utilizado apenas por uma pessoa de cada vez;
  12.  Sempre que seja identificada uma situação de potencial risco para a saúde comunitária deverá ser efetuado o seu reporte junto do vigilante mais próximo ou através do contacto interno do responsável do campus (+351 969 103 397).

Espaços Coletivos

  1.  O acesso aos espaços coletivos é feito apenas para efeitos de circulação e acesso a espaços específicos, sendo condicionado e reduzido ao mínimo indispensável;
  2. Deve ser sempre mantida e respeitada a distância mínima de segurança;
  3.  Devem ser respeitados os circuitos definidos para deslocação dentro dos edifícios;
  4.  Deve circular sempre pelo lado direito;
  5.  As máquinas de vending só podem ser acedidas por uma pessoa de cada vez e mediante higienização prévia, feita pelo próprio, através de vaporizador disponibilizado no local;
  6.  Toda a comunidade académica deve contribuir para a higienização dos equipamentos comuns, utilizando para esse efeito os equipamentos e consumíveis disponibilizados.

Acesso aos Espaços por parte dos Estudantes

Para acesso às salas de aula:

Os Estudantes podem aceder às salas de aula nos períodos em que tenham calendarizadas atividades letivas no espaço.

 

Para acesso a espaços laboratoriais (fora do horário da aula):

O Acesso a Espaços Laboratoriais fora do horário de aula para realização de tarefas de cariz académico e de investigação é condicionado pela respetiva capacidade máxima devidamente afixada à entrada. Além disso, carece de autorização por parte da Direção, de acordo com a avaliação realizada pelos Responsáveis de Laboratório, pelos Responsáveis de UC, pelas Coordenações de Curso e pelas Coordenações de Departamento, conforme procedimento infra:

    1.  Estudante
      •  Efetua o pedido ao docente da UC com o máximo de antecedência possível, sendo que não é assegurada a resposta a pedidos que não sejam remetidos à Direção com 48 horas de antecedência.
    2.  Docente da UC
      •  Analisa o pedido (com a eventual articulação com o Docente responsável da UC, com o Coordenador de Curso e com o Coordenador de Departamento);
      •  Encaminha o pedido ao Responsável do Laboratório em causa.
    3.  Responsável do Laboratório
      •  Analisa o pedido em articulação com o Coordenador de Curso e com o Coordenador de Departamento;
      •  Elabora a listagem com a escala de utilização do laboratório pelos Estudantes;
      •  Encaminha o pedido à Direção (estg@ipleiria.pt), com a listagem da escala de utilização do laboratório e informação adicional tida por conveniente.
    4.  Direção da ESTG
      •  Decide e comunica a decisão a todos os referenciados no pedido.

NOTA: Apenas os estudantes que constam da listagem com a escala de utilização do laboratório aprovada pela Direção podem aceder aos laboratórios, dentro dos horários estabelecidos. Deverão ser consideradas a especificidade e a lotação definida para cada laboratório.


Para salas de estudo:

No início de ano letivo, e até novas indicações, não estarão disponíveis salas de estudo na ESTG. Sugere-se que, para essa finalidade, sejam utilizados os espaços existentes na Biblioteca José Saramago, de acordo com as regras próprias desse espaço.


Acesso aos Espaços por parte dos Colaboradores

Os Colaboradores da ESTG acedem aos espaços da Escola para a realização das suas atividades de trabalho. No entanto, o acesso pode ser condicionado ao número de pessoas presentes no espaço a que pretendem aceder.


Acesso por parte dos Trabalhadores de Empresas Prestadoras de Serviços

  1.  Acesso habitual para efeitos do exercício das suas funções;
  2.  Uso obrigatório de máscara e cumprimento das demais regras de acesso e permanência nos espaços da ESTG.

Procedimento a Adotar para Atendimento Presencial

  1. Acesso habitual para efeitos do exercício das suas funções;
  2. Uso obrigatório de máscara e cumprimento das demais regras de acesso e de permanência nos espaços da ESTG.

Equipamentos de Proteção Individual

  1.  A Escola continuará a disponibilizar algum Equipamento de Proteção Individual (EPI) aos membros da sua comunidade, concretamente máscaras sociais e, nos casos já devidamente identificados, luvas. As máscaras sociais podem ser levantadas no GEAP (porta à direita da dos Serviços Académicos);
  2.  Os EPI são de uso individual e não podem ser partilhados;
  3. Na componente prática-laboratorial das UC em que exista utilização de material/equipamento partilhado, além da obrigação do uso de máscara, de bata e, nos casos em que se aplique, de luvas, é recomendada a utilização de viseira;
  4. A aquisição de batas e de viseiras é da responsabilidade do Estudante;
  5.  As batas nunca deverão ficar na escola e deverão ser lavadas frequentemente. Não haverá lugar ao empréstimo de batas. Nos casos em que o uso de bata seja obrigatório, não será permitida a presença de Estudantes que não tenham a bata devidamente lavada e higienizada.

Limpeza e Higienização

  1.  Disponibilização de equipamentos para higienização específica, nos seguintes locais:
    •  Entradas dos edifícios;
    •  Espaços laboratoriais;
    •  Máquinas de vending.
  2.  Os espaços terão limpeza e higienização frequente, de acordo com a escala diária de limpeza;
  3.  Os equipamentos específicos de utilização partilhada terão limpeza e higienização frequente, de acordo com a escala específica de limpeza.
  4.  Os teclados e as superfícies de manuseamento das impressoras estão protegidos com película protetora, devendo ser higienizadas antes e depois de cada utilização pelo utilizador. As películas são substituídas sempre que apresentem danos;
  5. Todos os espaços letivos dispõem de solução de limpeza para superfícies, que poderá ser utilizada sempre que sintam necessidade de higienizar os respetivos postos de trabalho. Todas as salas e laboratórios estão equipados com dispensador de álcool gel, para higienização das mãos.