No âmbito do curso de Licenciatura em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores existem várias parcerias, nacionais e internacionais.

O protocolo “IPL Indústria”, existente desde 11 de julho de 2013, estabelece formas de cooperação entre o meio empresarial da região de Leiria e o IPLeiria. Neste âmbito, desde o ano letivo de 2014/2015, foram atribuídas 15 bolsas de estudo, no valor da propina, aos melhores estudantes que ingressaram no curso; realizaram-se dezasseis projetos de fim de curso envolvendo parcerias com empresas, em que alguns foram desenvolvidos especificamente em ambiente empresarial; e foram realizadas várias visitas de estudo.

O protocolo estabelecido com CERN no ano letivo de 2015/2016 formaliza a colaboração científica e tecnológica entre as duas instituições. Neste âmbito foram já realizados três projetos de fim de curso, os quais originaram estágios de 3 meses nas instalações do CERN para os estudantes envolvidos. No ano letivo de 2015/2016 foi desenvolvido o projeto WiFi_PLC Ligação Profibus-DP sem fios para o LHC do CERN. Em 2016/2017 e 2017/2018 os projetos desenvolvidos estiveram relacionados com as fontes de alta tensão das bombas de vácuo do Large Hadron Collider (LHC) do CERN.

Existem ainda duas parcerias estabelecidas sob a forma de academias de formação. A Siemens Automation Academy, que é a primeira academia em automação, tendo resultado da parceria entre a SIEMENS, em especial através do seu Setor Industry em Portugal, e a ESTG/IPLEIRIA. Esta academia foi inaugurada no dia 7 de maio de 2014 pelo ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, em simultâneo com a PLM Academy. A Academia EduNet (International Education Network), que foi criada numa iniciativa da Phoenix Contact com o intuito de apoiar os seus parceiros e as universidades e pertence a uma rede internacional de formação em automação, com parceiros distribuídos mundialmente. Dispõe de uma plataforma internacional de ensino à distância, ELMS (http://edunet.ccad.eu/), para a partilha de conteúdos e projetos. Esta academia foi a primeira a surgir em Portugal, tendo sido inaugurada em dezembro de 2012.

Existem ainda parcerias com algumas empresas internacionais que fornecem gratuitamente acesso dos estudantes a software e hardware específico, como sejam a Microchip, Xilinx, Kuka, ABB, entre outras.