Vinte e zinco

Resumo

“Numa pequena cidade do Moçambique colonial a violência sustenta um mundo dividido – o dos naturais, em baixo, e, sobre ele, o peso do opressor. De súbito, lá longe, na capital do Império, a terra treme, o pilar da sustentação abate-se. Vinte e Zinco foi publicado pela primeira vez em Portugal, em 1999, no âmbito das comemorações dos 25 anos do 25 de Abril. «Vinte e cinco é para vocês que vivem em bairros de cimento para nós, negros pobres que vivemos na madeira e zinco, o nosso dia ainda está para vir.»”