A farsa de mestre Pathelin_artigo_portal

 

A Biblioteca José Saramago (Campus 2 do Politécnico de Leiria) acolhe no dia 23 de junho de 2017, pelas 21h30, a peça de teatro “A Farsa de Mestre Pathelin”, a partir do texto de autor anónimo do século XV. A entrada é livre (lotação limitada à capacidade da sala).

 

Conceção e encenação: João Lázaro
Produção: TE-ATO (Grupo – Teatro de Leiria)

 

Sinopse

Comédia de costumes. O dispositivo cénico, a encenação e interpretação remetem para as lendárias trupes errantes de cabotinos. Em síntese o enredo gira em torno de Pathelin, um advogado desonesto, que defrauda, pela lábia e conluio com a sua mulher, um comerciante de tecidos. Este último, não menos vigarista, acusa em tribunal um pastor, procurando atenuar o prejuízo. Tudo se complica quando o advogado do pastor é o próprio Pathelin.

Nesta versão do TE-ATO, a temas e circunstâncias intemporais de crítica social retratados na farsa “original”, são dados pormenores de contemporaniedade e de retrato da realidade da sociedade atual, provando-se que o presente nunca esteve demasiado afastado do passado e, teme-se, que o mesmo possa repetir-se e perpetuar-se no futuro. Não obstante, o melhor é rirmo-nos de nós próprios mesmo que “outros” também o possam fazer de nós.