Fotografia: © Rogelio Cuéllar

Centenário de José Saramago — Comemorações no Politécnico de Leiria

As comemorações do Centenário de José Saramago terão início a 16 de novembro de 2021, data em que José Saramago completaria 99 anos e estender-se-ão pelo ano de 2022. A ligação do Politécnico de Leiria ao escritor faz-se também através da Biblioteca José Saramago (Campus 2) que alberga não só o seu nome, mas igualmente as memórias da sua visita àquele espaço em 2004.

Com o objetivo de homenagear o escritor e cidadão, o Politécnico de Leiria associa-se a estas celebrações através de atividades dirigidas a toda a sua comunidade académica. À semelhança do que acontece a nível nacional, estas terão início no próximo dia 16 de novembro, cujo programa detalhado se apresenta:

 

16 de novembro de 2021| 10h00 | Biblioteca José Saramago
Oferta do discurso de José Saramago por ocasião da atribuição do Prémio Nobel da Literatura

No dia 7 de dezembro de 1998, José Saramago recebeu o Prémio Nobel da Literatura pela Academia Sueca em Estocolmo. Com a atribuição deste prémio, Saramago passou a ser um escritor do mundo, onde as suas obras e a sua personalidade trespassaram fronteiras. Com esta oferta pretendemos que as palavras de José Saramago sejam perpetuadas pelas gerações mais novas e que permaneçam vivas em todas as Academias.

Aúdio do discurso de José Saramago

 

16 de novembro de 2021| 15h00 | Serviços Centrais
Apresentação do programa do Politécnico de Leiria para as comemorações do Centenário de José Saramago
Inauguração do Mural  “Manual de Pintura e Caligrafia” de José Saramago, pelo artista plástico Fernando Travassos | Galeria de imagens da inauguração do mural

A proposta deste mural surgiu enquanto estava a ler o livro “Manual de Pintura e Caligrafia”, de José Saramago. O livro conta-nos a história de um pintor que começa a escrever. Para esta personagem, a descoberta desta nova prática, permite-o chegar a novas formas de se expressar, a ele e ao que o rodeia. Ao longo do livro, este desenvolve vários exercícios de escrita e é através deles que nos são contadas histórias, histórias de amores quotidianos, mas também de amor pela própria pintura. Este mural é também ele resultado de uma série de exercícios, ideias pensadas que fui desenvolvendo, mas é ao mesmo tempo, uma mistura de acasos que surgem e aproveito, por gostar deles.

 

16 de novembro de 2021 | 18h00 | Biblioteca José Saramago | Campus 2
Vozes de mulheres na Obra de José Saramago, Leituras encenadas por Joana Manuel | Galeria de imagens das Leituras Encenadas

O género é uma construção. A literatura é uma construção. O mundo é uma construção e nele se constrói o escritor. Talvez isto bastasse como sinopse. A obra de José Saramago é voltada para fora, mesmo quando se passa dentro da cabeça-túmulo de Pessoa ou dentro da cabeça-arca de um revisor literário seguindo os passos de um almuadem na Lisboa cercada. E na voz de Saramago, que escrevia porque gostava de falar, se constroem vozes humanas e olhos de bichos, vozes e olhos e podem coexistir numa mesma figura de mulher, mesmo que essa mulher seja a morte e não exista. Num percurso de uma hora por pequenos recantos do “Ensaio Sobre a Cegueira”, das “Intermitências da Morte”, do “Memorial do Convento”, da “História do Cerco de Lisboa” e d’ “O Ano da Morte de Ricardo Reis”, constroem-se pontes e passagens por vezes abruptas entre algumas das mulheres que falaram pela letra de José Saramago e o mundo que pelos olhos delas saiu.

Criação e interpretação: Joana Manuel, a partir de seleção de excertos pela Fundação José Saramago.

 

 

16 de novembro a 31 de dezembro de 2021 | Cantina do Campus 2
Exposição José Saramago — 90 anos

Esta exposição é composta por retratos de José Saramago, da autoria de ilustradores portugueses e espanhóis, apresentando pequenos textos e dados biográficos do Escritor, retirados da obra “José Saramago nas suas palavras”.

Exposição organizada por Fernando Gomez Aguilera e cedida pela Fundação José Saramago.
Ilustradores convidados: André Carrilho, Alex Gozblau, Cristina Sampaio, Gonçalo Viana, Javier Olivares, João Fazenda, João Maio Pinto, Luis Grañena López e Tiago Albuquerque.

Ilustração: João Maio Pinto

 

De 16 de novembro a 31 de dezembro de 2021 | Biblioteca José Saramago – Campus 2
Exposição “Ensaio sobre a cegueira”

Durante a rodagem do filme “Blindness”, adaptação do romance “Ensaio sobre a Cegueira” de José́ Saramago, registou-se algumas das cenas do filme num conjunto de fotografias que serão disponibilizadas pela Fundação José Saramago na Biblioteca José Saramago. Exposição cedida pela Fundação José Saramago. Entrada livre.

 

 

Novembro de 2021: 17 e 24 | Dezembro de 2021: 2, 9 e 15 | Biblioteca José Saramago – Campus 2
Filme “Ensaio sobre a cegueira”, de Fernando Meirelles | Horário das sessões: 14h00 e 17h30

No âmbito da Exposição “Ensaio sobre a Cegueira” produzida e cedida pela Fundação José Saramago iremos realizar sessões de visualização do filme “Ensaio sobre a Cegueira” de Fernando Meirelles. Estas sessões destinam-se à comunidade do Politécnico de Leiria, com lugares limitados. Entrada gratuita. Filme cedido pela Fundação José Saramago

 

 

3 de março de 2022 — Biblioteca do Campus 1 | 9 de março de 2022 — Biblioteca José Saramago
16 de março de 2022 — Biblioteca do Campus 3 | 23 de março de 2022 — Biblioteca do Campus 4
Filme de animação “A maior flor do Mundo”  | Horário das sessões: 11h00 e 17h30

No âmbito das comemorações do centenário de José Saramago apresentamos o filme “A flor mais grande do mundo” da Continental Animación, adaptação escrita e dirigida por Juan Pablo Etcheverry. Estas sessões destinam-se à comunidade do Politécnico de Leiria, com lugares limitados. Filme cedido pela Fundação José Saramago.

 

 

15 de junho de 2022 | 19h00 | Biblioteca José Saramago – Campus 2
“Levantei-me do Chão – Lado B”, concerto por Carlos Marques

“Levantei-me do Chão – Lado B”, é uma versão reduzida e simplificada, estética e tecnicamente, do espetáculo LEVANTEI-ME DO CHÃO de Carlos Marques / ALGURES, colectivo de criação, estreado em Outubro de 2015. O LADO B é um concerto informal, onde se contam algumas das histórias do livro Levantado do Chão de José Saramago e cantam-se músicas inspiradas pelo mesmo e pelos grandes canta autores portugueses: Zeca, Zé́ Mário, Fausto, Sérgio Godinho… entre tantos outros. Entrada livre.