Pelo 36º aniversário da NERLEI – Associação Empresarial da Região de Leiria, o Politécnico de Leiria organiza uma mostra exemplificativa do trabalho que tem feito para o enriquecimento cultural da sua comunidade académica e, por consequência, das ações conjuntas da Rede Cultura 2027.

Desde 2018 que o Politécnico de Leiria iniciou a conceção, programação e produção de inúmeras ações e acontecimentos, estruturados de forma a agregar a programação cultural de todas as Escolas Superiores e, simultaneamente, incrementar propostas emanadas pelos Serviços de Documentação (Bibliotecas) e Presidência, alinhadas com os dois grandes planos estatais, o Plano Nacional das Artes e o Plano Nacional da Leitura. Esta programação detém uma escala crescente de complexidade e o fito primeiro na literacia e mediação para as artes e a cultura.

A mostra intitulada GERMINAR, que agora se expõe na sede da NERLEI em Leiria, é representativa de um conjunto de exposições, concertos conferência, leituras encenadas e de ações focadas no robustecimento da consciência crítica da sua comunidade em relação aos grandes problemas do nosso tempo.

Neste momento, em todo o Politécnico de Leiria, nas suas Escolas Superiores e na sua sede, através dos Serviços de Documentação (Bibliotecas), oferecem uma programação cultural regular e constante. Essa mesma programação irradia já para o território da REDE CULTURA 2027, como é o caso do Município de Alvaiázere ou Alcobaça que acolhem exposições que passaram antes pelo Politécnico de Leiria.

Noutras propostas, as exposições são primeiramente apresentadas em instituições da REDE CULTURA 2027 e só depois entram no reduto do espaço académico do Politécnico de Leiria. É o caso da exposição intitulada “Vitória” que esteve patente no claustro D. João V, no Mosteiro da Batalha e que seguirá para o Museu da Comunidade Concelhia da Batalha ou, ainda, a exposição “Cintilações e Reflexos – Água” que inaugurará dia 9 de julho no Centro de Ciência Viva do Alviela. É esta permeabilidade na colaboração com outras instituições que nos interessa enquanto instituição de ensino superior, fortemente comprometida com a disseminação do conhecimento científico e cultural de crescente qualidade e envolvimento.

Até agora foram produzidas 9 exposições individuais e coletivas que integram mais de 360 trabalhos originais, em exposições com uma escala de complexidade crescente, que vão da ilustração científica, passando pelo desenho de viagem, o vídeo, a fotografia de ciência, a pintura, a escultura, e a instalação. A programação oferece desde o despretensioso desenho do quotidiano ou ilustração, às artes modernas e contemporâneas, passando pela divulgação de ciência, envolvendo no total 38 artistas visuais.

Os concertos conferência são outra dimensão da programação cultural do Politécnico de Leiria. Neles está incluída a necessidade de disseminar a literacia para a música, desde a mais popular à erudita, passando pela música antiga que terá o seu momento público no concerto conferência de Pedro Caldeira Cabral previsto para o dia 26 de outubro no Teatro José Lúcio da Silva. Até agora os concertos conferência envolveram mais de 30 instrumentistas e dois maestros, o Maestro Victorino d’ Almeida e Pedro Amaral.

 

 

Na dimensão da literatura e do pensamento crítico da contemporaneidade, devem salientar-se os projetos “Mosaico Poético” e “Desafios da Contemporaneidade e do Futuro.” Ambos alinhados com o plano Nacional da Leitura e das Artes, e em breve disponíveis na página web GERMINAR. Estes dois projetos procuram respetivamente trabalhar o gosto pela leitura e o caráter não finalístico da poesia. E dotar toda a comunidade académica de ferramentas críticas para pensar e agir num mundo cheio de contradições e problemas.

O projeto “Mosaico Poético” consiste na disponibilização de leituras encenadas por meio digital na plataforma web intitulada GERMINAR. As leituras resultam da escolha curatorial do Poeta Luís Castro Mendes e do encenador Jorge Silva Melo. Este trabalho envolveu 12 atores conhecidos do grande público como, Lia Gama, Catarina Wallenstein, Maria João Luís ou Manuel Wiborg. De forma a garantir a qualidade técnica da captação sonora e vídeo, estiveram envolvidas duas equipas de filmagem do curso de Som e Imagem da ESAD.CR e do Gabinete de Imagem e Comunicação do Politécnico de Leiria. Trata-se de um projeto em progresso que pretende envolver toda a comunidade académica.

O projeto “Desafios da Contemporaneidade e do Futuro” disponibiliza, em todas as bibliotecas do Politécnico de Leiria, mais de 80 títulos atuais dedicados aos grandes desafios societais que marcam a nossa atualidade e que vão desde a ética ambiental, alterações climáticas, ecologia, os problemas nos mares, a economia circular, o desenvolvimento sustentável, a saúde pública e a estética, ética e política nas artes e na literatura. Paralelamente à disponibilização bibliográfica e filmográfica, com o fito de promover ações de mediação para a leitura, irão ocorrer diversas oficinas do conhecimento. Nesse sentido, estão já confirmadas as oficinas da Leitura com o Prof. Viriato Soromenho Marques, Prof. Carlos Reis e Salvato Teles de Menezes.

Todas estas ações culturais do Politécnico de Leiria envolveram já 27 instituições de referência nacionais e regionais. De entre as nacionais, destacamos a Caixa Geral de Depósitos, a Culturgest, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação José Saramago, a ArtWorks, o Hangar – Centro de Investigação Artística, a Galeria Filomena Soares e a Fundação Júlio Pomar. Das instituições regionais, destacamos o Mosteiro da Batalha e o Centro de Ciência Viva do Alviela. Salienta-se, também, a colaboração com os Municípios da Batalha, Leiria, Alvaiázere, Alcobaça, Caldas da Rainha e Óbidos.

Samuel Rama, 23 de Junho de 2021

 

 

______________

FICHA TÉCNICA:

Coordenação e Curadoria: Samuel Rama
Produção: Sónia Gonçalves
Design Gráfico: Francisco Moreira
Edição Vídeo: Marcos Paixão

 

AGRADECIMENTOS:

Politécnico de Leiria:
Bibliotecas dos Serviços de Documentação
Gabinete de Imagem e Comunicação
Oficina de Audiovisuais da ESAD.CR
Direção de Serviços Técnicos

NERLEI: Henrique Carvalho