Difusão da Informação

Gaste menos em energia: sugestões para começar a poupar

Com o tempo frio, é importante assegurar que as casas estão preparadas para as baixas temperaturas, garantindo que continuam quentes e secas. Melhorar a eficiência energética em casa é a melhor forma de poupar na fatura de energia, melhorando as condições de vida e o conforto. A iniciativa de sensibilização #GasteMenosEmEnergia, levada a cabo pela Comissão Europeia em Portugal e em outros três países europeus, visa proporcionar conselhos práticos e fáceis de poupança para cortar na fatura de energia.

As medidas necessárias para melhorar a eficiência energética e começar a poupar são simples e de fácil implementação. As sugestões de poupança doméstica incluem:

  1. Para melhorar o conforto em casa, pode abrir as cortinas durante o dia e deixar entrar a luz natural para aquecer a casa, e fechá-las à noite para reduzir a sensação de frio provocada pela baixa temperatura das janelas.
  2. Assegure-se de que todas as janelas e portas estão devidamente isoladas para prevenir a perda de calor.
  3. Nos eletrodomésticos, é recomendável manter o termóstato do frigorífico entre os 4 e os 6 °C e o do congelador em -18 °C; uma diferença de apenas 1 grau no congelador pode gerar um aumento do consumo entre 6 e 8 %.
  4. Os equipamentos continuam a consumir energia quando estão em standby. Uma forma simples de poupar energia é desligá-los e utilizar uma extensão com interruptor. Esta medida pode contribuir para uma redução de 10 % no consumo de energia e assegurar uma fatura mais económica. Até um carregador de telemóvel deixado ligado na tomada consome energia, por isso é preferível desligar todos os equipamentos eletrónicos quando sair de casa por períodos mais longos.
  5. A iluminação eficiente por LEDs pode permitir uma poupança de até 10 euros por lâmpada por ano.
  6. Evitar tapar os radiadores e aquecedores com roupa ou mobília, uma vez que impedem o calor de circular livremente pela casa.
  7. O consumo de água pode ser facilmente reduzido com gestos simples, tais como fechar a torneira na rotina matinal (por exemplo enquanto lava os dentes), ou instalando cabeças de chuveiro com redução de fluxo. Esta última medida pode permitir a uma família de três pessoas uma poupança de até um metro cúbico de água em cada mês, ou seja, uma poupança de 45 euros em cada ano.

Em www.gastemenosemenergia.eu existem mais sugestões de eficiência energética que podem ajudar os portugueses a poupar até 20 % na fatura energética. Através destas sugestões simples, os consumidores podem reduzir o consumo energético e os gastos domésticos, sem comprometer o conforto. Os benefícios são inúmeros, desde a proteção ambiental e menor emissão de gases com efeito de estufa até à redução da utilização de água, com poupança também na carteira.

De acordo com a Agência Internacional de Energia, com um conjunto simples de medidas de eficiência energética e sem recurso às e novas tecnologias que irão naturalmente surgir nos próximos anos, é possível atingir mais de 40 % da redução de emissões necessária para atingir os objetivos de mitigação das alterações climáticas.

Em Portugal, esta iniciativa da Comissão Europeia começou em setembro de 2018 com uma exposição itinerante de eficiência energética que esteve em Lisboa e no Porto e que agora continua online. A iniciativa dirige-se aos jovens, crianças e os seus professores, visando contribuir para a formação de hábitos de eficiência na utilização da energia, água e outros recursos.

Para assegurar um maior alcance e eficácia, esta iniciativa tem o apoio das principais organizações na área da energia e direitos do consumidor em Portugal, tais como a Agência para a Energia (ADENE), a Associação das Agências de Energia e Ambiente (RNAE), a Agência de Energia e Ambiente de Lisboa (Lisboa E-Nova), a Agência de Energia do Porto (AdEPorto), o Centro de Investigação em Ambiente e Sustentabilidade (CENSE – FCT/UNL), a Direção Geral do Consumidor (DGC), a Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), a DECO, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), os Municípios de Lisboa e Porto. Esta iniciativa também se encontra a decorrer na República Checa, Roménia e Grécia.

Ligações úteis:
Ver mais

Dissertações de Mestrado da ESAD.CR disponíveis no repositório IC-Online

Mestrado em Design do Produto

Título: Ser-Objeto : Novas potencialidades dos objetos

Autor: Diogo de Sousa Carvalho

[+] INFO 

 

Mestrado em Design do Produto

Título: Encontro

Autor: Rita Mendes Pereira

[+] INFO 

 

Mestrado em Design Gráfico

Título: Do erro à ideia de erro : O erro como instrumento

Autor: Anabela Filipa Ruivo Gomes

[+] INFO 

 

Mestrado em Design Gráfico

Título: Design Gráfico e de Embalagem : Aplicação prática de mel premium – Embalagem Gourmet

Autor: Inês Lucas Monteiro

[+] INFO 

Ver mais

“Vamos falar de leitura e bibliotecas?” – Entrevistas aos leitores da Biblioteca José Saramago (Campus 2)

Entrevista_web_novembro_2018-01Nome:

Ana Patrícia Pereira

 

Qual a sua profissão ou o curso que frequenta?
Psicóloga no Serviço de Apoio ao Estudante (SAPE).

 

Há livros que nos marcam. Que livro a marcou? E porquê?

Tenho muitos livros que gosto e que me marcaram também muito devido à etapa de vida em que os li. Mas aqui gostaria de referir “O Principezinho” por ser um livro sobre o mais importante na vida e o que mais dificuldade nos traz: as relações e o Amor. Escolho este livro porque dele conseguimos retirar várias lições tanto para miúdos como para graúdos e porque também nos permite sonhar!

 

Que Bibliotecas do Politécnico costuma frequentar?

Biblioteca José Saramago (Campus 2 do Politécnico de Leiria) e Biblioteca do Campus 1 (ESECS).

 

Quais o motivos que a levam a frequentar as Bibliotecas do Politécnico de Leiria?

Comecei por frequentar as Bibliotecas do Politécnico de Leiria por questões profissionais, pois são sempre um excelente local para dinamizar formações onde todos se sentem bem acolhidos e confortáveis. Depois de conhecer os diferentes espaços, sempre que tenho essa disponibilidade, consigo encontrar excelentes obras, eventos interessantes e um ótimo espaço para estar em paz.

 

Numa frase, defina o que a Biblioteca José Saramago representa para si:

Aquele lugar especial que nos consegue desafiar e ao mesmo tempo fazer encontrar a paz interior.

Ver mais

Mostra bibliográfica dedicada à revista “Marketeer” – Biblioteca Campus 1 (ESECS)

Mostra bibliográfica dedicada à revista “Marketeer”

A Biblioteca do Campus 1 (ESECS) leva a cabo, até 23 de novembro, uma mostra bibliográfica alusiva à revista “Marketeer”, publicação portuguesa de periodicidade mensal, focada em Marketing, Estratégias e Campanhas Publicitárias.

A “Marketeer”, fundada em 1996, é uma revista de referência para quem trabalha na área da Publicidade.

 

Ver mais

Dissertações de Mestrado da ESAD.CR disponíveis no repositório IC-Online

Mestrado em Design do Produto

Título: Medir

Autor: Davide Alexandre dos Santos Mateus

[+] INFO 


Mestrado em Design do Produto

Título: Barro : Um Pedaço de tempo na alimentação

Autor: Francisca Maria Branco Venâncio

[+] INFO 


Mestrado em Design do Produto

Título: O (re) encontro : Quando o objeto é portador de memória

Autor: Ana Mafalda Pinheiro Matos

[+] INFO


Mestrado em Design do Produto

Título: Objetos animados

Autor: Mafalda Sofia Martins Duarte Jacinto

[+] INFO 

Ver mais

Vamos falar de leitura e bibliotecas? – Entrevistas aos leitores do Campus 3 (ESAD.CR)

Entrevista_web_outubro_2018Nome:

Flávia Raquel Ferreira Martins

 

Qual o curso que frequenta?
Licenciatura em Design Gráfico e Multimédia.

 

Que género de leitura gosta mais?
Romance.

 

Algum livro que tenha sido marcante? Porquê:

“Ensaio sobre a cegueira” de José Saramago. Uma crítica muito atual à sociedade em que vivemos.

 

Uma definição de biblioteca:

Biblioteca é um espaço que dá lugar ao conhecimento, e aumenta a minha produtividade. Bom ambiente!

Ver mais

20 anos da atribuição do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago

20 anos da atribuição do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago

A Biblioteca do Campus 4 assinala os 20 anos da atribuição do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago através de uma mostra literária, uma entrevista, um retrato de Carlos Botelho e um cartaz elaborado para a exposição. A mostra estará patente de 8 a 18 de Outubro.

 

Ver mais

Dissertações de Mestrado da ESAD.CR disponíveis no repositório IC-Online

Mestrado em Design do Produto

Título: Gira Chita: Redesenho da chita portuguesa

Autor: Laila Regina do Nascimento Ferreira

[+] INFO 


Mestrado em Design do Produto

Título: Terra: Recolha e exploração de matéria

Autor: João Miguel Pereira Margarido

[+] INFO 


Mestrado em Design do Produto

Título: Espaço pelo objeto

Autor: Lino Ricardo Soares Rodrigues

[+] INFO


Mestrado em Design do Produto

Título: Híbrido

Autor: Ana Paula Correia Vala

[+] INFO 

Ver mais

Vamos falar de leitura e bibliotecas? – Entrevistas aos leitores da Biblioteca José Saramago (Campus 2)

Entrevista_web_setembro_2018-01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nome:
Carina Marques

Qual a sua profissão ou o curso que frequenta?
Técnica Superior do Gabinete de organização Pedagógica da ESSLei.

Há livros que nos marcam. Que livro a marcou? E porquê?
Existem três livros que me marcaram, talvez por os ter lido durante a minha adolescência, com 13/14 anos, e que ainda hoje me recordo muito bem: “Os filhos da Droga”, de Chiristiane F; “A Lua de Joana”, de Maria Teresa Maia Gonzalez e o “Diário de Anne Frank”, recordo-me de os ter lido num verão. Marcaram-me porque eram histórias verídicas, da atualidade e, no fundo, tinha algum “fascínio” pelos problemas sociais.

Que Biblioteca do Politécnico costuma frequentar?
Biblioteca José Saramago (Campus 2 do Politécnico de Leiria).

Qual o(s) motivo(s) que a leva a frequentar a(s) Biblioteca(s) do Politécnico de Leiria?
A Biblioteca José Saramago é um espaço muito agradável, quer para quem procura um espaço para estudar, investigar, quer para quem procura um espaço para um evento cultural, uma vez que dispõe de muita luz natural.

Numa frase, defina o que a Biblioteca José Saramago representa para si:
A Biblioteca José Saramago, para mim, representa um espaço de estudo, de cultural, de produção e de silêncio.

 

Ver mais

Comissão Europeia lança o seu concurso anual de tradução dirigido às escolas

A Direção-Geral de Tradução da Comissão Europeia convida alunos das escolas de toda a Europa a testar as suas competências de tradução, participando na 12.ª edição do concurso anual Juvenes Translatores.

Este ano, adolescentes com gosto pelas línguas irão ser chamados a traduzir um texto sobre o património cultural. O tema foi escolhido para comemorar o Ano Europeu do Património Cultural, 2018.

Os participantes deverão escolher uma das 552 combinações linguísticas possíveis a partir das 24 línguas oficiais da UE. No ano passado, houve traduções de polaco para finlandês, de checo para grego e de croata para sueco, para referir apenas alguns exemplos das 144 combinações que foram utilizadas.

Günther H. Oettinger, Comissário Europeu responsável pelo Orçamento, Recursos Humanos e Tradução, declarou: «As línguas estão no cerne da diversidade europeia e são uma das formas de compreendermos a nossa identidade. Através deste concurso, os jovens recordam-nos quão diferentes efetivamente somos e que a diversidade é uma das nossas maiores riquezas. Por conseguinte, convido todos os jovens que gostam de línguas a participar, ajudando, assim, a divulgar e desenvolver o nosso património linguístico-cultural

Para participar no concurso, as escolas têm de seguir o processo de registo, que decorre em duas fases.

Em primeiro lugar, as escolas secundárias devem inscrever-se no sítio Web http://ec.europa.eu/translatores. As inscrições abrem em 1 de setembro de 2018 e terminam ao meio dia de 20 de outubro de 2018, podendo ser feitas em qualquer uma das 24 línguas oficiais da UE.

De seguida, a Comissão Europeia selecionará, aleatoriamente, um total de 751 escolas e convidá-las-á a designar dois a cinco alunos para participar no concurso. Os alunos podem ser de qualquer nacionalidade e devem ter nascido em 2001.

O concurso terá lugar em 22 de novembro e decorrerá simultaneamente em todas as escolas participantes.

Os vencedores — um por país — serão anunciados no início de fevereiro de 2019 e receberão os seus prémios na primavera de 2019, numa cerimónia especialmente dedicada ao evento, que decorrerá em Bruxelas.

Durante a sua visita, os alunos terão a oportunidade de conhecerem tradutores profissionais da Direção-Geral de Tradução da Comissão Europeia — responsáveis pela avaliação das suas traduções — e falar sobre a profissão de tradutor.

 

Para mais informações:

Sítio Web Juvenes Translatores:

Fotografias da cerimónia de entrega dos prémios de 2018

Siga a Direção-Geral de Tradução da Comissão Europeia no Twitter: @translatores

Ver mais