Mestrado em Enfermagem de Saúde Familiar

Vagas abertas para 2017/2018

Apresentação do curso

O enfermeiro de família, fundamentado no conceito da Organização Mundial da Saúde, surge como um profissional que, integrado na equipa multidisciplinar de saúde, assume a responsabilidade pela prestação de cuidados de enfermagem globais a um grupo limitado de famílias, em todo os processos de vida, nos vários contextos da comunidade. O Enfermeiro de família trabalha com as dinâmicas internas da família e as suas relações, a estrutura da família e o seu funcionamento, assim como o relacionamento dos diferentes subsistemas com o todo familiar e com o meio envolvente, e que geram mudanças nos processos intrafamiliares e na interação da família com o seu ambiente na promoção da saúde e gestão da doença (regulamento 126/2011 de 18 de fevereiro).

Na reorganização do nosso sistema de saúde, a intervenção de base comunitária é um dos eixos centrais para a construção de mais e melhor saúde para as nossas populações. Foi com este pensamento e tendo em conta as competências esperadas no Enfermeiro Especialista em Enfermagem em Saúde familiar (regulamentos 122/2011 e 126/2011 de 18 de fevereiro) que se desenhou um plano que permita o desenvolvimento de profissionais autónomos, com espírito crítico e reflexivo, que participem ativamente no desenvolvimento organizacional das instituições, respeitem a pessoa e a família em todo o processo de cuidados, participem na inovação e desenvolvimento da prática da enfermagem com recurso a metodologias de investigação e tomem decisões ético-legais de acordo com os valores da profissão.

Objetivos

  1. Desenvolver uma visão sistémica do funcionamento familiar percecionando-o como um processo de coevolução transformativa entre sistemas e contextos;
  2. Compreender os referenciais e fundamentos teóricos da Enfermagem de família;
  3. Adquirir conhecimentos que potenciem a capacidade na tomada de decisão no processo de avaliação e intervenção familiar;
  4. Equacionar os contributos dos Modelos de Avaliação e Intervenção Familiar no desenvolvimento das práticas de Enfermagem de Saúde Familiar;
  5. Prestar cuidados específicos nas diferentes fases do ciclo de vida da família ao nível da prevenção primária,secundária e terciária;
  6. Desempenhar o papel de perito na equipa de saúde na área de Enfermagem de Saúde Familiar;
  7. Promover a capacidade de tomada de decisões éticas;
  8. Estimular processos de mudança e inovação à luz do conhecimento científico e da investigação.
  9. Dinamizar a construção e difusão do saber na área da Enfermagem de Saúde Familiar.

Plano curricular

CodeCurricular Unit Period ECTS Workload
Enfermagem de Família: dos fundamentos às práticasS1435
A família como unidade de cuidados: enquadramento conceptualS1435
Transições familiares: Dos processos normativos às crises acidentaisS1435
Fundamentos Teóricos: Modelos e teorias de avaliação e intervenção familiarS1435
Dos fundamentos Teóricos à operacionalização metodológicaS1641
Intervenção Sistémica Colaborativa: das técnicas instrutivas aos processos deutero-aprendizagemS1641
Estágio IS12
Estágio IIS220
Estágio IIIS210
CodeCurricular Unit Period ECTS Workload
Opção - Enfermagem de Saúde FamiliarAnual60

Condições de acesso

Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de Mestre em Enfermagem de Saúde Familiar:

  1. Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal, em Enfermagem;
  2. Titulares de um grau académico superior estrangeiros conferidos na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo, em Enfermagem.


Critérios de seriação
Mestrado em Enfermagem de Saúde Familiar

Nota: Esta informação não dispensa a consulta do edital constante nesta página