Licenciatura em Engenharia Alimentar

Vagas abertas para 2017/2018

Apresentação do curso

A Licenciatura em Engenharia Alimentar resulta de uma parceria entre a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM) do Instituto Politécnico de Leiria (IPL), a Escola Superior Agrária (ESA) do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Instituto Politécnico de Viana de Castelo (IPVC).

A estrutura curricular tem o seu suporte na metodologia de Project Based Learning (PBL) em que se pretende que haja uma participação ativa na aprendizagem. No 1.º e 2.º semestre a formação é lecionada nas três Instituições em simultâneo, pretende-se proporcionar aos estudantes uma preparação científica e técnica de base em que o 1.º semestre são lecionadas ciências básicas aplicadas à Engenharia e no 2.º semestre uma formação laboratorial em análise de alimentos. No 3.º, 4.º e 5.º semestre ocorre a mobilidade obrigatória dos estudantes para a ESTG (IPVC), ESTM (IPLeiria) e ESA (IPB) respetivamente onde são lecionadas as tecnologias de processamento e a análise de qualidade dos alimentos, específicas (excelência) de cada uma das Instituições de Ensino Superior. No 6.º semestre os estudantes voltam à sua instituição de origem. Neste semestre para além de interagirem com o tecido empresarial local no desenvolvimento de um produto ou de um processo, elaboram o trabalho  de projeto em engenharia que deve permitir ao estudante a integração de todos os saberes da Engenharia Alimentar.

Objetivos

A Licenciatura em Engenharia alimentar tem como objetivo a formação de profissionais, num enquadramento pluridisciplinar, com competências (básicas, de ciências da engenharia e de ciências aplicadas ou da especialidade) que permitam uma participação ativa no desenvolvimento, implementação, melhoria e gestão de processos de transformação, conservação, no controlo de qualidade, na distribuição de produtos alimentares e na implementação de sistemas de gestão da segurança alimentar.
Outro objetivo do ciclo de estudos é formar profissionais capazes de desenvolver projetos de desenvolvimento de produtos alimentares, de forma integrada e multidisciplinar.
Com esta formação, os Diplomados poderão integrar diretamente o mercado de trabalho, sendo capazes de desempenhar um conjunto alargado de funções associado ao setor alimentar ou prosseguir os seus estudos no 2.º ciclo.

Indústrias alimentares

Plano curricular

CodeCurricular Unit Period ECTS Workload
9087301Análise Matemática IS1660 h
9087302FísicaS1660 h
9087303QuímicaS1660 h
9087304Biologia e BioquímicaS1660 h
9087305Introdução aos Processos IndustriaisS1660 h
9087306Laboratórios de Química AlimentarS2660 h
9087307Laboratórios de Microbiologia AlimentarS2660 h
9087308Laboratórios de Análise Sensorial e ReologiaS2660 h
9087309Operações UnitáriasS2660 h
9087310Álgebra Linear e EstatísticaS2660 h
CodeCurricular Unit Period ECTS Workload
9087311Tecnologias de LactiníciosS1660 h
9087312Análise e Controlo de Qualidade de LacticíniosS1660 h
9087313Tecnologias de Vinhos e Outras Bebidas AlcoólicasS1660 h
9087314Análise e Controlo de Qualidade de Vinhos e Outras Bebidas AlcoólicasS1660 h
9087315Projeto da Linha de Processamento AlimentarS1660 h
9087316Tecnologia dos Recursos Alimentares MarinhosS2660 h
9087317Análise e Controlo de Qualidade dos Recursos Alimentares MarinhosS2660 h
9087318Tecnologia de Hortofrutícolas e CereaisS2660 h
9087319Análise e Controlo de Qualidade Hortofrutícolas e CereaisS2660 h
9087320Higiene e Segurança AlimentarS2660 h
CodeCurricular Unit Period ECTS Workload
9087321Tecnologia das Carnes e Produtos CárneosS1660 h
9087322Análise e Controlo de Qualidade das Carnes e Produtos CárneosS1660 h
9087323Tecnologia do Azeite, Azeitona e Óleos VegetaisS1660 h
9087324Análise e Controlo de Qualidade do Azeite, Azeitona e Óleos VegetaisS1660 h
9087325EmpreendedorismoS1660 h
9087326Tratamento de Efluentes e ResíduosS2660 h
9087327Sistemas de Gestão da Segurança AlimentarS2660 h
9087328Revestimentos e Tecnologias EmergentesS2660 h
9087329Indústria e Inovação AlimentarS2660 h
Projeto em Engenharia AlimentarS2660 h

Condições de acesso

Provas de Ingresso
(07) Física e Química
(16) Matemática

Consulte a Deliberação nº 167/2017 que estabelece a correspondência entre os exames nacionais do ensino secundário e as provas de ingresso na candidatura de 2017-2018.

 

Preferência regional
Área de influência: Coimbra, Leiria, Lisboa e Santarém
Vagas: 40%